quinta-feira, 9 de junho de 2011

Trilha Sonora #17


"Suplício de Uma Saudade" (Love Is A Many Splendored Thing, 1955) não é exatamente um grande filme. É cheio de altos e baixos, intercalando belas cenas românticas (não se pode negar que a fotografia é ótima) com algumas outras que descambam para a cafonice. De qualquer forma, a história de amor protagonizada por Jennifer Jones e William Holden acabou por se tornar inesquecível devido ao seu final, belamente trágico, e que o faz deixar de ser um longa apenas mediano e ganhar um status verdadeiramente cult. Outro fator importante para torná-lo memorável é sua linda trilha sonora, composta por Alfred Newman, que nos legou a belíssima canção-título (vencedora do Oscar) e que você pode ouvir clicando abaixo, em mais uma das interpretações marcantes de Nat King Cole, a mais bela voz da música popular em todos os tempos (os fãs de Sinatra que me perdoem...)!



Blog Widget by LinkWithin

6 comentários:

alan raspante disse...

Esses dias eu quase comprei este filme, mas como não chega a ser uma prioridade, sempre deixo de lado... Realmente, ouvindo agora, o filme tem uma trilha bacana!

[]s

Fábio Henrique Carmo disse...

Alan, a trilha é ótima mesmo. E, se tiver a intenção de comprar, acho um bom investimento. É um filme clássico e cult e a capa da edição atual da Fox é bem bonita!

Cristiano Contreiras disse...

A trilha é tocante e bela, até hoje, em diferentes vozes. Eu acho que, apesar de ter envelhecido pouco, o filme é, ainda, cativa.

Por sinal, você tem ele em dvd?
E "Minha Bela Dama" também? (vi teu post passado sobre o filme)

abraço

Cristiano Contreiras disse...

Ah, uma coisa, de fato, o recurso 'upscalling' melhora MUITO a imagem do dvd, tem sido um prazer ver meus filmes em dvd na tv lcd. Nem sinto falta de blu-ray, rs.

Fábio Henrique Carmo disse...

Cristiano, eu tenho "Minha Bela Dama" e "Suplício de Uma Saudade", ambos em DVD.

O recurso "upscalling" realmente melhora MUITO a imagem dos filmes. Só não digo que não sinto falta do disco blu-ray porque o som deste é superior. Mas de uma coisa eu tenho certeza: não vale à pena trocar os discos em DVD por Blu, a não ser em casos excepcionais!

Abraço!

sandra cristina disse...

Nooossa! Assisti ao filme há muito tempo, mas ficou marcante algumas cenas. Contudo, realmente a música-título é linda demais e eterna prá quem tem bom gosto. E concordo com você quanto à voz afinadíssima e emocionante de Nat King Cole: Também acho que os fãs de Sinatra podem não gostar, mas aprecio muito mais a voz de Cole. Embora Sinatra continue sendo um dos melhores intérpretes da música internacional.
É um filme mediano, porém marcante, pela fotografia, atuações, e por obviamente, a maravilhosa canção-título.
Sandra Cristina.